Tag respeito

O Real Sabor da Bruxaria

Temos sido bombardeados por inúmeros textos e postagens, nem sempre mal intencionados, mas que acabam por restringir a visão do que é ser bruxo. Pessoas ditando regras ou pré-requisitos necessários para que um indivíduo ou grupo possam ser considerados praticantes dignos da Arte sem nome. Em um misto insano de pretensas diretrizes esquecem-se de que existe um único fator verdadeiro que personifica o bruxo: O PODER. Aqueles que têm o

Continue lendo…

Os Deuses no Closet – Saiba Como Usar e Abusar Sem Fazer a Pink Brega

Creio que todos os praticantes sérios da bruxaria perceberam a crescente onda de iludidos que tratam Deuses como roupas, usando e descartando a bel prazer. Parece que estamos diante de um movimento fashionista onde há espaço para as maiores atrocidades. Não é incomum nos depararmos com comentários recomendando a utilização desta ou daquela divindade para este ou aquele fim. Parece-me que estão falando de roupas, acessórios e não de bruxaria.

Continue lendo…

Bruxaria, Paganismo e as Religiões Cristãs

Não é incomum deparar-se com a suposta rixa entre adeptos do Paganismo e algumas vertentes da religiosidade cristã. Disputas, agressões e simples discussões de ambos os lados causam em algumas vezes situações desagradáveis para ativistas pagãos que mantém um trabalho de esclarecimento e diálogo multi-religioso. Assistimos cenas patéticas de supostos “sacerdotes pagãos” agredindo publicamente o Cristianismo. Seja na forma de chacotas ou longos textos destes que julgam ser eruditos e

Continue lendo…

O Sexo na Bruxaria

O sexo não é apenas um tema polêmico na Arte, mas um tabu. Vemos várias pessoas falando superficialmente sobre a questão, afirmando que na bruxaria a sexualidade é vivida plenamente e sem ranços, porém na prática não é bem assim que a banda toca. Quanto alvoroço surge quando um grupo admite a realização de ritos sexuais, o burburinho começa e logo histórias fantasiosas começam a se espalhar por nossa comunidade

Continue lendo…

Dou para que me dês, tudo é reciprocidade!

Tratamos bem os nossos Deuses? De que forma agradecemos aos seres e forças que nos prestam auxílio? Como saber se estamos fazendo o correto? No passado as deidades eram honradas com o melhor sempre, o que havia de mais belo e imponente era ofertado nos altares e lugares sagrados. Com a marginalização do culto aos Antigos, o ato de ofertar teve que adaptar-se para que não atraísse a atenção dos

Continue lendo…