Os Deuses no Closet – Saiba Como Usar e Abusar Sem Fazer a Pink Brega

Creio que todos os praticantes sérios da bruxaria perceberam a crescente onda de iludidos que tratam Deuses como roupas, usando e descartando a bel prazer. Parece que estamos diante de um movimento fashionista onde há espaço para as maiores atrocidades.

Não é incomum nos depararmos com comentários recomendando a utilização desta ou daquela divindade para este ou aquele fim. Parece-me que estão falando de roupas, acessórios e não de bruxaria.

O culto aos Deuses constitui a base da Arte Sábia? Eu, por ver a bruxaria como ofício, diria que não. Preciso tão somente de minha vontade e emoções para tecer a mudança desejada, no entanto tenho minha religiosidade e não trato aqueles com quem me relaciono como coisas.

Reverencio os Deuses, mas não os sirvo. Não estou abaixo de nada nem ninguém e não preciso me fazer de humilde coitadinho para interagir com tais potências. Surpreendo-me quando vejo pseudo bruxos “fazendo o pano de chão” ao colocarem-se como servos de fulano ou beltrano.

Como praticante do velho ofício posso trabalhar com e não para os Deuses. E a escolha é totalmente minha.

É triste constatar a banalização que se espalha pelas sendas do neo paganismo, onde divindades são chamadas por incautos desprovidos de real conhecimento sobre aqueles com quem pretendem trabalhar. Ler na wikipedia ou em algum livro genérico que dedique duas páginas ao Deus em questão passa longe de ser conhecimento.

E chamar por quem não se conhece é só a ponta do iceberg, muitas vezes inimigos são convidados a partilhar do mesmo rito pelo desconhecimento da mitologia envolvida. Isso quando não se mistura um pouco de tudo, afinal vai que fica bom.  E ai a coerência sai de cena e temos um desfile de abominações justificadas por slogans do tipo siga seu coração, ou ainda os que se dizem capazes de transitar tranquilamente entre egrégoras porque são o suprassumo da magia encarnada.

Na maioria das vezes quando essas pessoas fazem das suas nada acontece (e deveriam ser gratas por isso), afinal os Deuses são engrenagens importantes no mecanismo universal e não ficam perdendo tempo com paródias. Mas e quando eles ouvem? O que será que acontece quando um despreparado resolve fazer o show da Xuxa e acaba como coprodutor do Programa do Ratinho?  Essas pessoas acabam atraindo todo tipo errado de vibrações e suas vidas ficam iguais a do Mamute Pequenino.

Quer saber se está fazendo a coisa certa? É muito simples! Pegue cinco minutos para analisar sua vida e veja se nela existe prosperidade, saúde, amor e bem estar. Perceba se seus problemas são sempre solucionados de forma satisfatória (dentro da realidade é claro). Afinal quando interagimos de forma correta com o mundo nossa vida flui de forma harmônica e não como uma pororoca.

Respeitemos as forças primordiais que são os alicerces da criação, forças essas que estão conosco e a nossa volta, em maior ou menor grau na escala. Respeito é a pedra fundamental de todas as relações verdadeiras e duradouras.

9
3 Discussions on
“Os Deuses no Closet – Saiba Como Usar e Abusar Sem Fazer a Pink Brega”
  • Eu cultuo os deuses fazendo todo dia uma poesia de agradecimento a eles. Isso faz-me sentir muito bem ! Acordo, de manhã cedo, e antes de o sol nascer ou quando ele já nasceu faço uma poesia de agradecimento a ele e sinto-me muito bem com isso ! Já aconteceu de estar tudo nublado e quando eu declamei a poesia, apareceu um brilho no céu ! Sempre pensei que isso fosse coincidência. Mas, como isto já é uma prática diária, quando eu não a faço, parece que o dia não´se torna bom ! Com certeza alguma influência tem ! Pois, os Deuses estão tanto dentro de nós como ao nosso redor. Eu me sinto um aprendiz, nisto tudo, e digo e continuo dizendo: “Só sei que nada sei !”

  • Belíssima reflexão amigo.
    Digo mais, e alguns me tomam como radical por pensar assim, se a religião que você pratica não te faz prosperar, não te traz felicidade e nem te faz uma pessoa melhor, você está fazendo isso errado.
    Bjs.

Deixe uma resposta